domingo, 28 de novembro de 2010

Orgulho da minha pequena falante!

Coruja, eu? Assumidíssima! Então vou falar mais um pouquinho da Julia.

Hoje foi um dia que me diverti muito com ela. Está conversando tudo! Vou contar alguns episódios.

Nós íamos sair e ela, já pronta, ficava me rondando enquanto eu me arrumava. Eu fico enlouquecida com isso. Imagina uma pessoa com calor, se arrumando apressada e tendo uma criança ao seu redor em quem se tropeça o tempo todo e que ainda tenta te trancar no closet???? Pois é...... é assim que eu costumo me arrumar! Aí teve uma hora que minha paciência foi pro beleléu e eu fui saindo do quarto e dizendo: "Julia, pelo amor de Deus, vai lá pra fora. Eu não posso nem me arrumar em paz!" Na mesma hora ela respondeu: "eu não sou rapaz, eu sou menina!" Preciso dizer que me desarmou completamente? Foi uma boa gargalhada!

No caminho liguei pra Naná, minha cunhada, pra saber se ela queria ir com o Artur encontrar com a gente pra tomar sorvete e as crianças brincarem. A Naná não podia ir porque tinha um compromisso. Quando eu desliguei o telefone, pra minha surpresa, começou o inquérito: "mamãe, com quem você falou?" Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.........eu mereço ter que dar satisfação pra "meio metro de gente"...... Aí fui explicar que tinha ligado pra tia dela mas que nem a tia e nem o primo poderiam ir encontrar com a gente. Ela não se deu por vencida: "e a tia Kika?" Eu  então perguntei: "você quer que eu ligue pra tia Kika pra ela ir com a gente?" Ela disse que sim e eu liguei e a madrinha, que faz só tudo o que ela quer, topou na hora! Eu achei ótimo porque além da companhia, a Julia se aproveitou da madrinha e me deu uma folguinha pra que eu pudesse dar um pouco de atenção pra mamãe (que foi com a gente também).

Mas a baixinha não parou por aí! Agora deu pra se meter nas minhas escolhas. Fala dos meus esmaltes, fala dos meus acessórios, das minhas roupas........... hoje, enquanto eu esperava a mamãe entrar no carro, fui trocar os óculos escuros pelos de grau porque não estava enxergando mais nada. Só escutei o grito: "não, mamãe!" Eu olhei pra trás e perguntei: "o que foi, Julia?" Ela disse: "deixa esse!" Não se conformava porque eu queria trocar os óculos. Eu posso???? Ainda tive que argumentar pra convencê-la.... ai Jesus!

Depois do sorvete ficamos um tempo curtindo a tia Kika. Julia cantou, dançou, brincou, tudo pra se exibir pra madrinha! Ah, também se maquiou porque a tia Kika sempre libera a maquiagem pra ela! Mas o pior é que quando ela está com as tias ou com a avó ela vira uma santa, nem parece a "abençoada" que tenho em casa. Eu conto algumas coisas e parece que eu estou mentindo. Mas hoje a Kika teve oportunidade de presenciar umas presepadas dela. Uma das mais recentes e frequentes é quando ela está fazendo coisa errada e eu chamo: "Julia!" naquele tom que todos os filhos entendem que estão encrencados. Ela olha pra mim com a cara mais sonsa do mundo e diz: "oi?" Onde ela aprendeu isso, meu Deus????

Mas ela não aprende só presepada não! Também está aprendendo com os exemplos! E eu fico toda orgulhosa!!!! Sempre que ela me oferece algo, se eu não quero, digo: "não, obrigada!" Hoje ela brincando com a Kika, a madrinha ofereceu pra ela "suco de laranja". Ela sem nem pestanejar disse: "não, obrigada!" Inchei!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

Renata Palombo disse...

Essa história me é bastante familiar... kkkk Eu adorei seu blog. Estou seguindo. Te convido para conhecer o meu.

Bjos, Renata do blog www.descobrindoamaternagem.blogspot.com