terça-feira, 15 de março de 2011

Pequenas Pérolas de uma Grande Menininha!

Julia está cada dia mais engraçada! E tem cada tirada, cada argumento............. eu fico me segurando pra não espocar de tanto rir.

Ela agora está com a mania de, se for contrariada por mim, me ameaçar: "vou contar pro meu pai!" Eu fico rindo por dentro mas tem horas que é difícil controlar. Na semana passada ela conseguiu se superar. Ela estava subindo no sofá e eu pedindo pra ela descer. Falei sério mesmo com ela. Aí ela se zangou, fez um bico e falou: "vou falar pro meu pai!".

O pai estava do lado e quando ela recorreu a ele, ele obviamente me deu razão. Falou com todo jeito porque ela já estava estressada. Mas ela não se deu por vencida, aumentou o bico e recorrendo a uma esfera mais elevada, soltou: "vou falar pra minha vó!" Eu não consegui me segurar!

Outra coisa que me fez rir pra caramba foi a Julia contando. Eu sabia que ela contava até 10. Já tinha tentado ensinar até 20 mas ela não se interessava muito. Mas, um dia desses, ela começou a contar e não parou no 10, continuou bem direitinho....... onze, doze........... quinze.............. dezessete, dezoito, dezenove, DEZEDEZ! A minha gargalhada foi em toda altura! Eu achei tão bonitinho! E pior que não tive coragem de ensinar o correto porque além de achar lindo, fiquei orgulhosa do raciocínio dela...

Ela também costuma reclamar no trânsito quando algum carro buzina pra mim (tudo bem, eu confesso, ela aprendeu comigo) e sempre fala: "ele não sabe dirigir, né mamãe?" 

Na semana passada fui ao Iguatemi com ela comprar uns presentes. Claudio estava trabalhando mas ía encontrar com a gente lá pra jantarmos. Quando nós  chegamos ao shopping, assim que a Julia viu o parquinho, pediu pra ir brincar. Mas, como é muito caro e eu ía ter ajuda do Claudio com ela no shopping e além disso estava com a "coleira", não quis gastar dinheiro com isso. Só que a Julia não se dá por vencida facilmente e, como ela estava insistindo, eu disse que não tinha dinheiro e que ela pedisse ao pai quando ele chegasse que se ele  tivesse dinheiro ela poderia ir brincar no parquinho.

Eu pensei que ela tivesse esquecido o assunto porque entramos em várias lojas, escolhemos os presentes e quando o pai chegou eles saíram um pouco de perto de mim enquanto eu pagava o que tinha comprado. Mais tarde, Claudio me contou que a primeira coisa que ela perguntou foi: "papai, você tem dinheiro?"  Ô bichinha ardilosa!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário: