sexta-feira, 8 de abril de 2011

Luto por Realengo

O país inteiro está em luto, consternado. O massacre de Realengo está em todas as manchetes.  Procuramos explicação para o inexplicável, compartilhamos a dor das famílias que perderam seus filhos de forma tão cruel. A morte de inocentes, num local onde deveriam estar seguros e protegidos dos perigos do mundo, choca demais, tira das pessoas a sensação de "controle da situação".

Como é doloroso ver aquele sofrimento todo. Acho que todo pai e toda mãe se coloca no lugar daquelas pessoas. É como um filme de terror, como um pesadelo. A dor deles nunca vai passar, eles apenas vão aprender a conviver com ela........ e as marcas vão ficar pra sempre. Agora estão sendo amparados, mas a saudade maior e a tristeza profunda virão quando esses pais e essas mães tiverem que voltar à vida "normal", à realidade e aí se derem conta de que falta um pedaço do coração deles.



Mas, bem ou mal, a vida continua. E dessas tragédias temos que tirar pelo menos um ensinamento. Vejo muita gente falando em falta de segurança nas escolas. Até acho que a segurança nas escolas merece uma atenção especial, mas esse caso específico não foi um problema de falta de segurança. Com ou sem segurança esse rapaz teria feito o que fez.

O que a sociedade como um todo tem que cobrar das autoridades é atenção à saúde mental. Depressão, dependência química, esquizofrenia......... são tantos os males e cada vez mais comuns.... e todos nós conhecemos alguém que se enquadra na definição que deram para o rapaz: esquisito, calado...

Quantos jovens tem problemas familiares? Quantos tem um lar desajustado onde não encontram acolhimento e amor? Quantos sofrem violência física e psicológica dentro de casa? Quantos sofrem bullying diariamente?

E o emocional desses jovens não está sendo cuidado. Nem pelos pais, nem pelas autoridades. É preocupante o futuro de uma sociedade cada vez mais individualista onde não somos capazes de estender a mão para o outro que precisa de um apoio emocional. É preocupante o futuro de uma sociedade que não tem uma estrutura para dar tratamento sério e eficaz a quem tem problemas mentais. Aliás, só esse nome "problemas mentais" já é motivo para preconceito e para se fazer de conta que não se está vendo. Penso eu que enquanto sociedade e governos não entenderem que a saúde mental é tão importante quanto à saúde física, estaremos totalmente vulneráveis a tragédias assim........
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário: