domingo, 3 de abril de 2011

Voltando a "ser gente"

Ah, como é bom me sentir gente novamente! Nem lembro qual foi a última farra que Claudio e eu fizemos, mas com certeza foi antes do nascimento da Julia. Depois que ela nasceu, as poucas vezes que saímos sem ela, voltamos cedo. 

Mas ontem foi o aniversário de 15 anos da linda Ana Vitória, filha de amigos muito queridos (Rose e Erasmo). Nós conhecemos a Ana Vitória quando ela ainda era uma menininha, foi inclusive daminha do nosso casamento (levou as alianças). Agora já está fazendo 15 anos e o Claudio ficou chocado quando aquela moça veio falar com ele e disse: "oi, tio". Sinal dos tempos.....................

Aliás, eu até perguntei pra uma amiga se ela achava que quando os amigos da Ana Vitória olhavam pra gente, enxergavam duas coroas........rsrsrsrs........... isso porque eu me sinto com 20 e poucos anos. Pensar que essa meninada de 15 anos me acha coroa é demais pra minha cabeça. Engraçado foi ver as fotos da retrospectiva: ela nasceu em 1996 e a gente olhava para as fotos e tinha a sensação que  eram velhas........ parecia que a gente estava vendo fotos dos anos 70 ou 80............ mas foi um dia desses, a gente até já fazia faculdade! Pra terminar de me chamar pra realidade da minha idade, no meio da festa chegou o filho de uma amiga com a namorada à tiracolo........... a namorada! Amiga nossa de nora na festa! Ai meus sais!

Voltando à festa, ela foi maravilhosa! Muito bem organizada e com detalhes lindos que foram cuidados com todo carinho por minha amiga Rose! Nós curtimos com uma turma maravilhosa e animada! Dançamos a noite toda! Claro que pro Claudio dançar, só na base do whisky, mas o bom é que assim ele se solta..........kkkkkkkkkkkkkkkkkk. Dancei com ele, com os amigos e com as amigas! Fiquei descalça (fazia muuuuuuuuuuuuuito tempo que não fazia isso), o penteado começou a desmanchar, o suor escorria e eu me sentia gente!

Pulei, sambei, dancei forró, axé, rock nacional e tudo mais que a banda tocou. Literalmente "dançando conforme a música" (tá certo que nem sempre era tãoooo conforme assim!). Minhas pernas nem obedeciam mais, mas nada era capaz de me deter! Dancei com o Claudio como no tempo em que namorávamos, coladinhos, olho no olho.

Chegamos em casa às 4 da manhã e fui dormir às 4 e meia. As 8 fui acordada por minha princesa! A ressaca está  monstruosa, mas valeu à pena. Vez por outra a gente precisa sair um pouco do mundo da maternidade exclusiva e fazer um programinha assim. É revigorante!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário: