sexta-feira, 20 de maio de 2011

Birra X Liberdade de expressão

Ontem à noite aconteceu um fato que me deixou muito pensativa a respeito das minhas atitudes. Eu estava na sala com a Julia, me levantei para ir à cozinha e anunciei que quando eu voltasse nós iríamos dormir.

Ela estava brincando e na mesma hora disse: "eu não quero dormir" e cruzou os braços e fez biquinho. Eu disse a ela que se ela fizesse birra ficaria de castigo.

Mas quando eu cheguei na cozinha me questionei se o que ela fez foi birra pura e simples ou apenas uma forma de protesto, de demonstrar a vontade dela. Ela já estava cansada e talvez não tenha escolhido a melhor forma de demonstrar sua insatisfação (também exigir isso de uma criança de 3 anos é pedir demais, né?).

Por outro lado, não posso deixar que tudo que a desagrade seja motivo pra uma "cara feia" ou para ela ficar "emburrada". Daí a minha grande dúvida: agi certo taxando de birra e "ameaçando" colocar de castigo??? E a questão de validar sentimentos, onde fica?



Fiquei com a sensação que não agia certo. E essa sensação me deixou perdida e confusa, porque não quero criar uma pessoa voluntariosa que pensa que seus desejos estão acima de tudo e de todos mas também não quero criar alguém que não se sinta à vontade para expressar seus desejos. Uma pessoa trancada e que nunca se expressa não é legal, guarda tudo pra si e um dia explode ou faz tudo pelas costas. Péssimo de todo jeito.

Acho que a saída é ensinar com muuuuuuuuuuuuita paciência como ela deve expressar suas insatisfações. Isso não vai acontecer nem da primeira, nem da segunda vez que eu mostrar pra ela. Mas é difícil mesmo trabalhar a combatividade (ensinar que ela deve lutar pelo que quer, deve questionar quando ela não concorda com o que está acontecendo, mas tem que saber como fazer isso). Difícil? Muito! Às vezes nem eu que tenho alguns (poucos!) anos a mais que ela consigo....... vida de mãe, né?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário: