quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

A necessidade nos torna criativos (as lembrancinhas de Natal)!

Novamente o Natal foi aqui em casa. Eu adoro! Acho que herdei isso de fazer festa em casa da mamãe, que quando era lúcida comemorava o Natal e todas as outras datas na casa dela. A diferença é que ela ía pra cozinha fazer tudo e eu não tenho a menor vocação pra pilotar fogão, mas mesmo assim adoro receber a família em casa e ver todos se curtindo, se divertindo...... isso me alimenta a alma. 



Bom, mas já falei aqui que não tinha comprado presentes pra família, tanto porque não tive tempo como porque tivemos gastos demais agora no fim do ano. Mas queria que a Julia desse uma lembrancinha para as tias e para as avós. Para dar um coisa qualquer, achei que era sem graça, até que recebi uma marmitinha de guloseimas de uma amiga e tive a idéia de preparar uma marmitinha com muito carinho pra todas, afinal são todas "formigas" pra doce mesmo...rsrsrsrsrsrsrsrs.......

Fiz então a arte para a tampa das marmitinhas assim:



Dentro coloquei quatro saquinhos: dois com palha italiana, um com biscoitinhos amanteigados e outro com bombons variados.


As marmitinhas fizeram o maior sucesso! Uma lembrancinha simples e baratinha, mas feita com muito carinho e que agrada a todas as idades.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O presente do Papai Noel!

Já comentei aqui sobre o presente que a Julia pediu ao Papai Noel. Mas com a loucura da minha mudança, fui comprar a bicicleta somente no dia 20 de dezembro. Acho sinceramente que dei sorte porque a possibilidade de não encontrar a bicicleta das princesas naquela altura do campeonato era alta! Mas Deus me ajudou e comprei.

A bicicleta ficou no bagageiro do carro do Claudio até dia 24. Enquanto arrumávamos a casa para a festinha de Natal à noite, minha sogra levou a Julia pra casa dela e nós tiramos a bicicleta do carro e escondemos em casa. Quando a Julia dormiu, Claudio colocou ao lado da cama dela, mas não dava pra saber o que era porque estava desmontada na caixa.

No dia seguinte, Julia acordou e foi no meu quarto me chamar. Normalmente ela não faz isso, ela grita "Mamanhêêê" e eu acordo e vou lá no quarto dela. Mas ela chegou de leve e me acordou toda delicada e disse assim: "mamãe, deixaram um presente do lado da minha cama".

Fomos então  Claudio e eu para o quarto dela e ela mostrou o pacote enorme, na maior ansiedade! Abrimos e Claudio montou a bicicleta, ela ficou toda feliz. A tarde, fomos à pracinha pra ela andar.

Julia praticamente não tinha andado de bicicleta pois ela herdou uma pequena do primo mas era com o pneu duro, muito ruim de andar. Mas chegou na pracinha e foi andando logo. Levou alguns tombos, chegou a chorar mas não desistiu de andar. O negócio é que a posição das rodinhas não estava legal, mas tinha uma família com uma menina de bicicleta nova também que levou ferramentas e Claudio consegui ajustar as rodinhas. 



Valeu à pena a correria pra comprar a bicicleta, ela andou muito, curtiu muito, ficou super feliz! E que o Papai Noel possa continuar sendo generoso com ela como sempre foi comigo e com Claudio. A magia do Natal na infância é algo que não se esquece!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

A loucura de fim de ano e.... Feliz Natal!!!!

Gente, o que é isso???? Todo ano a mesma loucura no fim do ano!!! Lojas e shoppings insuportavelmente lotados, trânsito louco, stress, atrasos, mil compromissos sociais (não dou conta nem da metade).......... ufa, estou cansada!

Eu ainda fiz mudança agora em dezembro, né? Só pra me complicar ainda mais.... e por conta da bendita mudança, até ontem não tinha comprado nem um palito de fósforo de presente de natal........ nem o presente que a Julia pediu ao Papai Noel......

Aí ontem juntei o restinho de energia que tinha e me mandei para o shopping com a Julia. Deixei a bichinha no guarda-menino parquinho indoor que eu ela adora e fui à guerra! Meu primeiro objetivo era encontrar a bicicleta das princesas porque afinal não ía querer que o sonho do Papai Noel se desfizesse aos 3 anos, seria muita crueldade. Confesso que estava morrendo de medo de não encontrar, mas na segunda loja que entrei, achei! Nem fui atrás de pesquisar preço: peguei primeiro, é minha!!!!!!!!!

Aí fui atrás de outros presentes. Ainda bem que fui super objetiva, já sabia o que iria comprar, mas mesmo assim sofri muito com lojas lotadas. Mas, o melhor dessa época de compras natalinas foi a sacada que eu tive para presentear tias e avós! Depois que o Natal passar eu conto aqui (não posso estragar a surpresa, as tias são leitoras assíduas do blog!).

Compras feitas, agora é arrumar a casa e esperar pelo grande dia. Julia está super ansiosa, diz o tempo todo que o Natal está chegando e está esperando pela bicicleta das princesas! Mas não podemos esquecer da razão de toda essa festa: o nascimento do Menino Jesus! Que Ele renasça em nossos corações não só no Natal, mas em todos os dias do ano novo. 

Imagem retirada de: culturamix.com

Um Feliz e Abençoado Natal a todos!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

1, 2, 3.............. e a (falta de) moral do pai!

Claudio é um pai maravilhoso, amoroso, participativo (nas horas boas e ruins), companheiro, se interessa pelo dia-a-dia da Julia, brinca com ela de igual pra igual, corre atrás dela ao redor da mesa, se esconde com ela dentro do guarda-roupa.....

O problema é que às vezes ele precisa encerrar a brincadeira e ela não quer entende e não leva à sério o que ele fala. E ele também não tem o cuidado de ir fazendo uma transição da brincadeira para a situação séria de comer ou tomar banho numa velocidade que ela aceite numa boa.

Aí, um dia desses, os dois estavam na maior brincadeira e ele mandou ela ir tomar banho. Ela nem deu bola pra ele e continuou na brincadeira. Ele então resolveu usar o método da contagem que costuma funcionar muito bem, pelo menos comigo. Eu aviso que vou contar até 3 e vou contando devagar, normalmente no 2 ela já me atende.



Claudio então começou a contar devagar: "um......................... dois......................." e a Julia na mesma hora completou bem rápido: "três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, dez!" Ainda bem que ela estava de  costas pra mim porque foi muito difícil conter a gargalhada!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Mudança? Não, obrigada!

Passando aqui rapidinho pra dizer que ando sumida porque estou afundada em meio à minha mudança....

No fim de semana passado comecei a trazer roupas de cama, de banho e nossas roupas e a arrumar tudo. Na terça-feira nossa mudança começou a vir (e só terminou na quarta). Eu ando super cansada, cheia de coisas pra resolver e ainda juntou com época de fim de ano que já é naturalmente estressante...

Imagem retirada de: oclerigo.blogspot.com
 
Ando dormindo onde encosto (e também sem me encostar) e para onde olho vejo caixas e mais caixas. Milhões de caixas, caixas que parecem se multiplicar durante a noite..... Será que daqui para o fim do ano consigo colocar a casa em ordem?

Tenho que ter esperança, o Natal está marcado pra ser aqui. Toda vez que olhos para as caixas tenho vontade de sair correndo ou de ter poderes como a Feiticeira e só mexer o nariz e todas as coisas irem para seus lugares! E, no meio de tudo isso, Claudio teve a coragem de pensar na nossa próxima mudança. Mudança? Não, obrigado! Não quero me meter nessa tão cedo, talvez nunca, o trauma está sendo grande!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Ecologicamente (in)correta

Sou  ecologicamente incorreta, não totalmente, mas sou. Não suporto quem joga lixo na rua, por exemplo. Eu coloco papel velho até no bolso e meu carro parece um lixão mas não jogo papel ou qualquer outra coisa no chão, espero encontrar uma lixeira.

Também sou contra queimadas e maus tratos a animais. Acho sim que a gente tem que procurar minimizar o impacto da civilização moderna sobre a terra, mas não estou disposta a abrir mão do meu carro e ir trabalhar de bicicleta ou de ônibus lotado. Nesse calor insuportável que faz aqui os 365 dias do ano, acho inviável ir trabalhar de bicicleta, a não ser que você trabalhe no sol, suando, aí já faz parte do pacote. Mas imagine chegar no escritório ou no consultório ou na sala de aula pingando de suor? E encarar o transporte público urbando do jeito que está não dá, só em caso de necessidade mesmo. Não que eu seja fresca, mas se todo mundo que usasse carro passasse a usar o transporte público, teria gente matando por um lugar pendurado na janela do ônibus.

Imagem retirada de:
eutocorrendo.blogspot.com

E tem coisas que eu juro que não entendo como podem fazer diferença. Por exemplo: sacolinha plástica no supermercado. Pelo menos aqui em casa, todas são muito bem reutilizadas como sacos de lixo, acho o tamanho muito bom pra usar na cozinha e nos banheiros. Claro que eu sei que tem gente que simplesmente joga as sacolinhas no meio da rua, mas aí é questão de educação, o problema não são as pobres sacolinhas. Porque se banissem todas as sacolinhas de supermercados, ainda assim eu usaria a mesma quantidade de sacos plásticos para acondicionar o lixo, com a diferença que estaria pagando diretamente por eles e eu sempre desconfiei que nessa guerra contra as sacolinhas há interesses dos fabricantes de sacos de lixo.

Outro dia vi uma reportagem sobre a reciclagem de garrafas pet. Uma fábrica transformava as garrafas em vassouras. Achei a idéia muito legal e usuaria essas vassouras se fossem boas. Mas, se o objetivo é reduzir a quantidade de garrafas pet no meio ambiente, não vejo como isso pode contribuir, afinal, um dia, as vassouras serão "aposentadas".

Sinceramente, acho que educar as pessoas para que não sejam tão consumistas, mudar as embalagens, enfim, mudar a cultura é a atitude mais eficaz. Eu procuro fazer a minha parte e procuro educar a Julia do mesmo jeito, mas, me desculpem os naturebas e ecoxiitas, eu não vou trazer minhas compras de supermercado em caixas de papelão, eu vou continuar trazendo em sacolinhas plásticas e vou continuar reutilizando as sacolinhas pra acondicionar meu lixo e vou continuar usando meu carro para ir trabalhar. Sou politicamente incorreta? Acho que dependo do ponto de vista. #prontofalei!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

A careca do papai e a imaginação!

Claudio está ficando "destelhado" e isso não passa desapercebido pela Julia (ele vai me matar por causa desse post). Eu então ensinei a ela que o papai é careca mas, como ele é 'menino', na cabecinha dela, ele é carecO.

Imagem retirada de: gartic.uol.com.br

Outro dia ele estava em casa sem camisa e a Julia estava brincando no colo dele. Ela então olhou pra ele e disse: "papai, você é careco, né?". Ele disse que sim. Ela então olhou para o peito dele e soltou: "você tirou cabelo daqui (apontou para a cabeça dele) e colocou aqui (apontou para o peito dele)?"

É muita imaginação,  né? Adoro! E foi uma gargalhada das boas!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

A despedida da escola...

O ano letivo de 2011 começou cheio de expectativas pra mim. Até comentei aqui que estava ansiosa com os desafios que Julia teria à frente. Ela se saiu super bem no ano, aprendeu muito, se desenvolveu bastante, adquiriu um vocabulário rico e boas noções de matemática para a idade. E tudo foi de uma forma muito tranquila e natural para ela, sem cobranças. Ela é muito curiosa, adora aprender coisas novas e mostrar as novas descobertas é para ela uma grande diversão.

Mas, esse ano muitas coisas mudaram em nossas vidas, tomamos muitas decisões e no "pacote" veio a mudança de escola da Julia. Eu estava satisfeita com a escola em que ela estava, mas não estou disposta a atravessar a cidade todo dia. Eu estou cansada e estressada no trânsito e estou chegando tarde no trabalho todo dia. Começar o dia esbaforida não é legal...

Sei que racionalmente vai ser melhor pra todo mundo essa mudança de escola, mas confesso que não está sendo fácil pra mim. Julia entrou na escola atual ainda no berçário, eu chorei muito quando fui conhecer o local imaginando deixar minha bebê ali, mas não tinha alternativa. Mas lá ela foi muito bem cuidada e eu notava um carinho grande das professoras com ela. Ela adora a escola, adora os amiguinhos, é muito querida por todos e mais conhecida que farinha de terceira. Lá eu sei que se acontecer qualquer coisa eu vou ser comunicada na hora, sei que se ela se acidentar vai ter os primeiros socorros adequados e sei que de lá só sai comigo ou com o pai (até pra sair com as minhas cunhadas é um protocolo danado, embora eu tenha enviado por escrito autorização de saída com elas). Além disso, nós duas formamos um vínculo afetivo forte com as professoras e com os amiguinhos dela.


Enfim, agora é hora de me preparar e prepará-la também para a nova escola. É uma escola boa e tradicional como a atual, mas com uma abordagem diferente. O principal é que a Julia tem que se sentir bem e à vontade lá como se sente na escola atual e a escola ainda tem que conquistar minha confiança, como a escola atual conquistou. Acredito que tudo isso vai acontecer naturalmente mas eu sou ansiosa, fazer o quê, né? Também tenho que trabalhar bem com a Julia a ausência dos amiguinhos que ela ama tanto e mostrar como um ponto muito positivo (que de fato é) a oportunidade que ela vai ter de fazer novas amizades.



Enquanto isso vou curtindo os últimos dias da Julia na escola atual. As aulas já terminaram (e eu me acabei de chorar tanto no último dia de aula como na festinha de encerramento - abafa o caso!) mas ela está indo para a colônia de férias. Em breve vou entrar de cabeça na nova realidade, comprando fardamento e material escolar para o próximo ano letivo. E que venham os desafios do Infantil 4 e da nova escola!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...