segunda-feira, 30 de julho de 2012

A primeira pergunta embaraçosa a gente não esquece!

Julia está com 4 anos e 2 meses. Quero deixar a idade registrada para no futuro contar pra ela quando as perguntas embaraçosas começaram.

Estávamos nós duas almoçando num self-service com minha sogra e uma irmã dela (uma senhora de mais de 80 anos) e Julia falava sem parar. Ela ultimamente tem me dito com alguma frequência que a gente deveria ter um bebê, na verdade dois: um menino e uma menina (oi?) e ela devia estar falando nisso ou então estava falando que ela já foi pequena e já morou na minha barriga (esse assunto tem sido recorrente). De fato eu estava distraída e não lembro exatamente o que ela estava falando. Então de repente ela olha pra mim e pergunta: "mãe, como eu fui parar dentro da sua barriga?"

Imagem retirada de:
sirleneazevedo.e-familyblog.com

Momento de pânico! P-Â-N-I-C-O! Tive a impressão que minha sogra ficou com vontade de rir (provavelmente da situação embaraçosa em que eu me encontrava e se eu estivesse no lugar dela teria gargalhado!). Eu então respondi: "o papai colocou uma sementinha na barriga da mamãe".

Ela ficou com aquela cara pensativa, igual a do pai, e aí eu posso me preparar que vem bomba! Olhou pra mim e disse: "sementinha???" 

Pronto! Só falta a Julia do alto dos seus 4 anos e 2 meses me dizer que essa história de sementinha é balela! Ou que ela não é planta pra ter semente! Antes que isso acontecesse eu disse: "sim, seu pai colocou na minha barriga uma sementinha de Julia e aí vc cresceu, cresceu e virou a Julia e nasceu. Ainda bem que foi sementinha de Julia, já pensou se tivesse sido de maçã?"

Ela então deu uma gargalhada e começou a imaginar, falando alto o que seria de mim se tivesse sido uma semente de maçã ou de melancia.... ufaaaaaaaaaaaaaa! O assunto morreu aí!!!!

Mas sinceramente não sei se fiz certo. Assim, dizer que foi uma sementinha até acho que foi legal, não deixa de ser verdade e está ao alcance do entendimento dela. O problema foi colocar a maçã no meio... Mas eu já disse que estava em pânico? E se ela perguntasse como ele tinha colocado a sementinha? Ali no meio do restaurante e na frente de duas senhoras??? E minha sogra depois ainda olhou pra mim e disse: "isso é só o começo!" Meu Deus, me ilumina pra responder essas perguntas!!!! Vida de mãe, né?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

Thatá disse...

kkkkkkkk imagino sua cara na hora!Eu ficaria em pânico total, acho que nem a história da sementinha me viria na cabeça...
Bjs!

Myriam Scotti disse...

Ui!! Que situação!! Mas, acho que vc se saiu super bem!! Uma vez li que a gente só deve responder aquilo que a criança perguntar! Se ela se satisfez com a resposta, ótimo. Quando não for mais suficiente, ela voltará à questão. Beijos!!

Claudia disse...

Também sou a favor da história da sementinha e que Deus escolhe quando deve ser ;) Essa criançada é fogo... tbm fico pensando nas próximas perguntas OMG!!! Beijos.