sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Sobre a eterna (e chata) discussão parto normal X cesárea...

Sinceramente, essa discussão me cansa! Sim, acho sim que a mulher deve ter o direito de escolher e ponto. Mas sim, também acho que informação é fundamental.

Não devemos julgar as decisões alheias, acho que devemos julgar as nossas decisões. Refletir e mudar se acharmos necessário. Também acho que podemos expor nossas opiniões, podemos debater. Mas para debater é necessário que estejamos abertas a outros prismas, outras vertentes da mesma situação.

Eu fiz cesárea eletiva. Sou extremamente bem resolvida em relação a ela, foi uma escolha. Mas gosto de ler sobre tudo relacionado à maternidade e adoro ler relatos de nascimento (seja por qual via for). Alguns relatos de partos normais me encantam, outros me aterrorizam. Uma vez li um relato de uma mãe pariu no box do banheiro, de quatro. Parto humanizado? Do meu ponto de vista não. Mas isso é o MEU ponto de vista. O nascimento da Julia não foi um evento frio, sem emoção, muito pelo contrário. Estava cercada de pessoas queridas, brincamos o tempo todo e eu fui bastante esclarecida sobre os procedimentos que seriam adotados e todas as minhas dúvidas foram tiradas. Isso pra mim é humanização.

Imagem retirada de: bemquesequis.wordpress.com

Mas entendo que algumas pessoas possam se frustrar ao desejar o parto normal e não conseguirem (não estou entrando nos méritos dos motivos). Desejos frustrados são difíceis de engolir. E entendo e admiro a luta dessas pessoas para que outras não passem pelo mesmo. Mas, minha admiração para aí na maioria das vezes.

Isso porque o que costumo ver são pessoas amargas e que não admitem opiniões em contrário. Já vi mulheres dizendo que as mulheres não devem ter o direito de escolha. Isso pra mim é ditadura! Já vi apelarem pra tudo, até pra religião. Isso pra mim é falta de argumentos! Da mesma forma que considero que as mulheres devem ter o direito de escolha pelo parto normal (e isso foi o ponto mais batido pelas mulheres que veementemente criticaram a decisão do cremerj de proibir os partos domiciliares no Rio de Janeiro), considero que as mulheres devem ter o direito de escolha pela cesárea. É direito de escolha e escolha pressupõe duas ou mais opções.

Já vi gente criticar os médicos que querem ter suas vidas organizadas, com horários. E quem não quer? Imagine você ser convocada pelo seu chefe de madrugada pra uma reunião? Ou pra fazer um relatório? Você iria? Eu não! Sim, médico é gente como a gente! Médico tem família, tem compromissos, médico come, dorme. Médico tem direito à descanso!!!! Fico pensando, imagine uma médica que tem que atender a um parto normal e não consegue ir pegar o filho de 4 anos na escola??? Já pensaram a criança lá, chorando? Nem todo mundo tem outra pessoa pra ir pegar na escola (eu não tenho!). Medicina não é sacerdócio, sacerdócio é coisa de padre. E, pasmem, os padres também tem horários porque precisam descansar! Então, não coloquemos a culpa das cesáreas nos "médicos malvados que querem ter horário organizado", ok? Quer ter parto normal? Pois encare a possibilidade (grande possibilidade, eu diria) de ter com o plantonista, de ter com outra doula (ou com nenhuma), de não ser acompanhada por quem você conhece e confia. Quer apostar que metade da militantes (no mínimo) desisitem?

Mas, ainda quer ser militante do parto normal? Então colabore para a INFORMAÇÃO e deixe as mulheres escolherem e serem felizes com suas escolhas. Acredito sinceramente que a diminuição da taxa de cesáreas no Brasil é importante. Mesmo tendo ESCOLHIDO cesárea, não posso deixar de concordar que existe um excesso de cesáreas. Mas, para que a gente diminua esse índice, é preciso uma mudança cultural. Mudança profunda. E a base dessa mudança deve ser o acolhimento, a empatia e principalmente a informação. Críticas e julgamentos estão dispensados. Ditaduras estão dispensadas. Argumentos vazios e intolerância são dispensados. Informação e respeito ao direito de escolha são as melhores estratégias!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 comentários:

Johannes disse...

Concordo Silvinha, a mãe deve ter direito a escolha, e ambos os partos podem transcorrer de forma humanizada...pressionar ou aterrorizar para que transcorra dessa ou daquela forma isso sim é desumano...Abraço.

Sarah disse...

Também acho que toda mãe tem direito a escolha. Sem julgamentos, sem pressão, mas com muito amor!
Adorei o post!
Bjs,
Sarah

Andreia Cristina disse...

Ah, concordo sim. Fiz um post sobre isso. Todos temos o direito de escolher. Assim como você já ouvi relatos de partos normais de dar medo. Tem relatos lindos também. Meu filho nasceu de uma cesária e foi lindo, emocionante.

Bj!

Myriam Scotti disse...

Bem por aí, Syl!! Também já me manifestei sobre isso. Acho que a escolha é fundamental. Impossível apoiar pessoas que querem impor algo tão pessoal. Respeito é tudo. E julgar a maternagem de alguém pelo tipo de parto é o fim!!! Beijos e bom fim de semana!!

Kellinha disse...

Nossa seu post foi maravilhoso!!!
Adorei e concordo plenamente. Tb fiz uma cesaria e sou mto feliz com isso, nao tive nada de ruim nela e a recuperaçao tb foi super tranquila (apesar de ser errado, com uma semana e meia depois da cesaria eu estava limpando a casa rsrs). Tb sou bem resolvida psicologicamente com isso e sigo feliz. Ultimamente, os blogs por ai (nao vou citar nomes mas quem conhece sabe d quem estou falando), so sabe escrever sobre esse assunto, defendo e com razao a melhor opçao de ter um parto normal mas tb so sabe dizer q cesaria nem parto eh. Acho isso errado, pq se eu kiser ter cesaria eh um direito meu sim. Concordo qdo vc diz q medico tb eh gente, e tb tem compromissos. Minha cesaria foi eletiva pq, meu filho estava pra nascer, era semana do natal e eu ja tinha ficado internada um mes antes tentando segurar ele pq ja queria nascer com 35 semanas. desde d 29/11 eu estava tomando remedio anti aborto(nao lembro o nome), marquei pro dia 21/12pra ele nascer pq keria curtir o natal com ele, nao keria ter q correr pra maternidade às 00:00 da noite d natal. e olha q mesmo marcad pro dia 21 às 8:00hrs, meu parto so foi acontecer às 10:40 pq minha mdica estava fazendo o parto d outra mulher.. Imagina se fosse normal??
Bom chega d falar q ja to escrevendo um post no seu blog rrsr.
Bjss e obrigada pelo post esclarecedor.

Ich, Hausfrau disse...

Falou TUDO minha amiga! eu tbem fiz cesárea eletiva e nem por isso sou menos mãe ou menos mulher por isso. Outra coisa que me irrita é esse negócio de amamentação... todo mundo sabe que amamentar é ótimo para mãe e bebê, mas já parou para pensar nas mães que não conseguiram (por algum motivo) amamentar? Eu fui uma delas e fico muito chateada quando vejo outras pessoas criticando e se sentindo melhor do que eu por terem conseguido amamentar. Acho que antes de criticar, as pessoas teriam que o que as outras pessoas tem a dizer a seu favor, antes de tirar conclusões precipitadas. PRONTO FALEI!!! hehehehe
bjo