quarta-feira, 23 de julho de 2014

"Ah, mãe, mas aí foi justo..."

Julia sempre fala muito na vovó Ecilda. E parece que quando alguém pergunta por ela, o sentimento reaviva. Ela já me fez muitas perguntas difíceis, tipo "foi Jesus que fez o coração da vovó Ecilda parar de bater?" E vez por outra faz uma carinha triste e diz que está com saudades dela.

Ontem a gente vinha no carro e ela perguntou: "mãe, quantos anos a vovó Ecilda vai fazer?" Eu respondi que ela morreu com 77 anos. Ela então retrucou: "ah, mas ela era muito nova pra ir pro céu, as pessoas nessa idade não deveriam ir pro céu ainda..."

E logo em seguida veio com a pergunta: "mamãe, tem pessoas mais velhas que não foram pro céu ainda?" Eu disse que sim e dei um exemplo: "a vovó Eneyda (minha tia) vai fazer 80 anos no sábado e ainda não foi pro céu e a vovó Ecilda tinha uma prima, que foi pro céu com 103 anos!" Ela então soltou na mesma hora: "ah, mãe, mas aí foi justo! Ela já tinha muitos anos! Não é justo uma pessoa mais nova ir pro céu..."

É, ela ainda não engoliu o fato da vovó Ecilda ter ido pro céu....
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário: