terça-feira, 28 de junho de 2016

Alice faz 3!

Menininha do meu coração
Eu só quero você
A três palmos do chão
Menininha não cresça mais não
Fique pequenininha na minha canção
Senhorinha levada
Batendo palminha
Fingindo assustada
Do bicho-papão

Menininha, que graça é você
Uma coisinha assim
Começando a viver
Fique assim, meu amor
Sem crescer
Porque o mundo é ruim, é ruim e você
Vai sofrer de repente
Uma desilusão
Porque a vida somente é
Seu bicho-papão

Fique assim, fique assim
Sempre assim
E se lembre de mim
Pelas coisas que eu dei
E também não se esqueça de mim
Quando você souber enfim 
De tudo o que eu amei.
                                                 Toquinho





Alice hoje completa 3 anos. Mal acredito que aquela coisinha tão pequenininha e prematura já estão tão grande e sabida! E geniosa......... ah, como é geniosa!

Personalidade forte, não é dada como a Julia, ao contrário, é super desconfiada. Mas quando gosta de alguém, é um dengo só. Adora abraço, beijo e colo! Adora tanto que me deixa exausta. E se eu não dou atenção, ela começa a roçar nas minhas pernas e pés (eu simplesmente detesto que peguem no meu pé)...

Minha menininha que gosta de ser bebê, que não tem pressa de crescer. Vive no mundo da imaginação e faz traquinagens que até Deus duvida. Veio pra me ensinar tanta coisa.... Começou me ensinando que eu não tenho controle de tudo, me ensinou também que o amor nunca se divide mas sempre se multiplica. Me ensina todo dia que eu estou longe de ser uma mãe perfeita e que a maternidade é um desafio maior que o que eu supunha. É tão parecida e tão diferente da Julia e igualmente amada!

Alice, você está na melhor fase da vida. Espero que você curta plenamente a sua infância. Se eu pudesse, te congelaria desse tamanho pra curtir todas as fofurices dessa idade pra sempre (tá, antes de congelar, eu tiraria a parte da birra, ok? Quando você for mãe, vai me entender) Te amo demais, filha! Que Deus te abençoe e te guarde sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 21 de junho de 2016

O desfralde da Alice

Iniciamos o desfralde da Alice e confesso que não foi nada fácil! Diferentemente da Julia, ela não passa o dia inteiro na escola, então muitos "acidentes" aconteceram em casa. Depois, acho a Alice mais imatura do que a Julia era nessa idade. Nâo sei se é impressão minha, mas já faz um tempo que tenho essa sensação. Além disso, a Julia sempre teve a necessidade de ser independente, de ter autonomia, sempre fez questão de crescer. Alice não tem a menor pressa de crescer! Ela até gosta de fazer algumas coisas sozinha, mas nada de extraordinário. Diferentemente da Julia, ela não tem a necessidade urgente de conquistar a autonomia.... e isso se refletiu no desfralde....

Em alguns momentos, Alice aceitava o troninho numa boa, em outros, não queria ouvir falar. E isso tudo acontecia praticamente junto! Um dia, por exemplo, enquanto eu almoçava, ela fez xixi na calcinha. Eu não me levantei pra limpar, preferi terminar de almoçar (me julguem!). Enquanto eu terminava meu almoço, ela foi em direção ao quarto dela. Pouco tempo depois voltou e anunciou: "mamãe, Alice fez cocô e se enxugou." Dei a última garfada e levantei pra ver. Ela havia tirado o short e a calcinha e feito cocô no troninho. Dá pra entender?

Algumas vezes ía feliz pro troninho, em outras, dava escândalo e se agarrava em mim. Chegava a correr e se esconder.... Mas sempre que ía e fazia alguma coisa, ganhava parabéns e ficava feliz! Mas algumas vezes ía e não fazia nada e 2 minutos depois de levantar, fazia na calcinha..... 

O processo também foi atrapalhado por alguns episódios como virose com diarréia (aí não deixava só de fralda). Também não tinha coragem de levá-la pra dança sem fraldas porque é demorado (a gente ainda fica esperando a Julia que tem duas aulas) e a roupa é trabalhosa pra tirar. No meio desse processo de desfralde eu também peguei uma virose forte e deixei Alice de fralda o fim de semana inteiro por falta de condições de limpar o chão.

Quis até me preocupar, mas resolvi que não ía esquentar minha cabeça. Resolvi deixar que aos poucos ela deixasse as fraldas.... e não é que de repente, deu o "click" do desfralde nela? Ela então começou a ir sozinha pro troninho fazer tanto xixi como cocô, começamos a sair com ela sem fraldas e tem dado certo desde então. Ainda espero acidentes, mas agora estou bem mais animada e vendo uma luz no fim do túnel!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...