quarta-feira, 10 de agosto de 2016

"Quase-pré-adolescente"

Eu já havia sido alertada por uma amiga, mas preferi achar que era exagero..... Ai a Julia chegou aos 8 anos e vi que a cabeça já começa a mudar nessa idade, sinalizando que grandes mudanças vêm por aí...

Julia ainda é uma doce criança. Meiga e carinhosa, adora colo. Mas em alguns momentos vem com cada resposta atravessada... Além disso, quer que eu dê satisfação de tudo que faço. Se atendo uma ligação, ela quer saber quem era e qual o assunto, se estou resolvendo alguma coisa no computador, ela quer saber o que é... Eu tenho procurado combater, mas também não posso tolher completamente pois discordar dos pais e desafiá-los faz parte do processo de crescimento e auto conhecimento. Mas tem horas em que só respirando fundo...

Outro dia, ela veio me falar do Estatuto da Criança e do Adolescente, toda cheia de si. Eu disse a ela que o estatuto que funciona aqui em casa é: "papai e mamãe mandam, Julia e Alice obedecem". Avisei que se ela não estivesse satisfeita, ela poderia reclamar. Se a justiça achasse que ela estava sendo maltratada aqui em casa, ela iria para um orfanato e que não seria legal como o das Chiquititas. Sim, usei de toda a minha "psicologia infantil". Me julguem. Não maltrato, não espanco, mas disciplino. 

Em relação às respostas atravessadas, ontem mesmo, depois de um dia cansativo, eu vinha conversando com o Claudio no carro. Havia feito várias coisas durante o dia, dentro e fora de casa. Comentei com o Claudio que não havia parado em casa, na verdade uma força de expressão, porque saí várias vezes de casa (e o tempo em que estive em casa, fiz várias coisas). Julia então se meteu na conversa:

- Engraçado que hoje a tarde alguém estudou Ciências comigo... quem foi? Era uma pessoa muito parecida com a mamãe.... Mamãe, se não era você que estava em casa estudando comigo, era quem? Eu acho que você parou em casa sim....

Respirei fundo e fiquei calada.... estava cansada demais para explicar e preferi não dar uma resposta ríspida... Acho que a Julia se encaixa bem na classificação que ela mesma criou: "quase-pré-adolescente". 

Fico pensando que se ela ainda nem entrou na adolescência e já está assim, quando entrar será que eu vou aguentar? Eu fui uma adolescente bem chatinha, confesso. No início da adolescência tinha resposta pra tudo, na ponta da língua.... será que vou morder essa minha língua comprida agora? Mamãe deve estar rolando de rir.....


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

Marlene Albuquerque de Sousa disse...

Como minha mãe me dizia: "Quando você for mãe você vai entender". O Gui tá igualzinho a mim na idade dele, bem atrevidinho também. Deus nos dê paciência para contar até 10 :)